Casos de síndrome respiratória grave em crianças crescem, diz Fiocruz

Geral

Foto: Reprodução Internet

Foto: Reprodução Internet

O boletim Infogripe, divulgado semanalmente pela Funda√ß√£o Oswaldo Cruz (Fiocruz), traz um alerta para o aumento dos casos de S√≠ndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em crian√ßas.

A nova edi√ß√£o, disponibilizada hoje (13), no Rio de Janeiro, aponta que as ocorr√™ncias est√£o ligadas majoritariamente ao v√≠rus sincicial respiratório (VSR) na faixa et√°ria 0 a 4 anos. J√° entre as crian√ßas de 5 a 11 anos, os casos decorrem principalmente da covid-19 e das infec√ß√Ķes com o rinov√≠rus.

A S√≠ndrome Respiratória é uma complica√ß√£o associada muitas vezes ao agravamento de alguma infec√ß√£o viral. O paciente pode apresentar desconforto respiratório e queda no n√≠vel de satura√ß√£o de oxig√™nio, entre outros sintomas.

O novo boletim re√ļne dados da semana epidemiológica que vai do dia 3 ao dia 9 de abril. O levantamento leva em conta notifica√ß√Ķes registradas no Sivep-gripe, sistema de informa√ß√£o mantido pelo Ministério de Sa√ļde e alimentado por estados e munic√≠pios.

Segundo a Fiocruz, as ocorr√™ncias em crian√ßas est√£o com sinal de ascens√£o significativa em diversos estados desde fevereiro. No entanto, a curva de casos indica a poss√≠vel forma√ß√£o de um platô, isto é, um quadro de estabiliza√ß√£o dos n√≠veis altos.


Expans√£o

As notifica√ß√Ķes de SRAG no pa√≠s aumentaram nos √ļltimos anos em decorr√™ncia da pandemia de covid-19. Em 2020, a dissemina√ß√£o da doen√ßa chegou a responder por 97% dos casos com resultado laboratorial positivo para algum v√≠rus respiratório. Esse percentual atualmente é menor: em 2022, 86,1% das ocorr√™ncias est√£o associadas à covid-19.

No recorte das √ļltimas quatro semanas, a covid-19 foi relacionada com 41,6% das notifica√ß√Ķes. Nesse mesmo per√≠odo, o VSR contribuiu com 36,7% dos casos. No entanto, quando se observa apenas os quadros que evolu√≠ram para óbito nessas quatro semanas, 83,4% est√£o relacionados com a covid-19 e apenas 7,4% com o VSR.

Ao todo, foram registradas 22.645 mortes associadas a casos de S√≠ndrome Respiratória Aguda Grave em 2022. O n√ļmero de ocorr√™ncias no ano é de 112.087. Deste total, 55,7% tiveram resultado laboratorial positivo para algum v√≠rus respiratório. A √≠ntegra do boletim est√° disponibilizado no portal da Fiocruz.


Estados

O levantamento ainda traz uma an√°lise para as próximas tr√™s semanas (curto prazo) e para as próximas seis semanas (longo prazo). Das 27 unidades federativas, nove registram sinal de crescimento na tend√™ncia de longo prazo: Acre, Amap√°, Esp√≠rito Santo, Maranh√£o, Piau√≠, Paran√°, Roraima, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Os demais apresentam sinal de queda ou de estabilidade.

"Em todas as localidades que apresentam algum sinal de crescimento, os dados por faixa et√°ria sugerem tratar-se de cen√°rio restrito à popula√ß√£o infantil (0 a 11 anos)", afirma a Fiocruz. Mesmo nos estados onde n√£o h√° sinal de crescimento para a popula√ß√£o em geral, é poss√≠vel observar um aumento de casos entre crian√ßas.