MEC lança relatório com 52 ações na educação básica

Geral

Foto: Reprodução Internet

Foto: Reprodução Internet

O Ministério da Educa√ß√£o (MEC) lan√ßou hoje (2) o Relatório Anual da Secretaria de Educa√ß√£o B√°sica referente ao ano de 2021. O documento apresenta 52 a√ß√Ķes realizadas pelo ministério, em aten√ß√£o ao cumprimento das metas do Plano Nacional de Educa√ß√£o referentes à educa√ß√£o b√°sica. Essas a√ß√Ķes envolvem educa√ß√£o infantil, ensino fundamental, ensino médio e educa√ß√£o de jovens e adultos.

A educa√ß√£o b√°sica abordada pelo relatório engloba um universo de 46 milh√Ķes de alunos, sendo 38 milh√Ķes da rede p√ļblica. S√£o 178 mil escolas, sendo 137 mil p√ļblicas; e mais de 2,19 milh√Ķes de professores. Desses, 1,7 milh√£o est√£o na rede p√ļblica. "Essa entrega [do relatório] traz transpar√™ncia e presta√ß√£o de contas daquilo que a gente tem feito pela educa√ß√£o b√°sica dos nossos estudantes", disse o ministro Victor Godoy.

Pol√≠ticas educacionais, uso pedagógico das tecnologias, amplia√ß√£o do n√ļmero de matr√≠culas, prepara√ß√£o para o Novo Ensino Médio, forma√ß√£o docente, valoriza√ß√£o de profissionais e apoio de plataformas digitais para a gest√£o educacional s√£o alguns dos temas das iniciativas. Segundo o MEC, embora o documento se refira a 2021, a maioria do trabalho apresentado nele continua em vigor.

Segundo Godoy, o ministério tem trabalhado na recupera√ß√£o das aprendizagens, uma a√ß√£o para preencher lacunas de aprendizado nos estudantes. Para Godoy esse tópico é uma das prioridades na pol√≠tica do MEC. "Os nossos dois pilares aqui à frente do MEC s√£o a recupera√ß√£o das aprendizagens e a tecnologia na educa√ß√£o brasileira", disse. "Estamos muito próximos de fazer a nossa grande entrega, que ser√° uma pol√≠tica de recupera√ß√£o das aprendizagens e nessa pol√≠tica trazemos esse componente da inova√ß√£o e tecnologia para a educa√ß√£o brasileira".


Formação Docente

No lan√ßamento do relatório, o diretor de Forma√ß√£o Docente e Valoriza√ß√£o de Profissionais da Educa√ß√£o B√°sica, Renato Brito, destacou a presen√ßa de 20 a√ß√Ķes, das 52 do relatório, relativas à forma√ß√£o de professores.

"Educa√ß√£o Infantil, Bem-Estar no Contexto Escolar, Gest√£o Escolar, Educa√ß√£o em Tecnologia e Ensino Médio; só essas cinco forma√ß√Ķes atingiram 590 mil professores de um universo de quase 2,2 milh√Ķes de professores no pa√≠s", disse Brito.

Ele citou também que os cursos de forma√ß√£o oferecidos pelo MEC também s√£o abertos a professores da rede privada.


Escolas Cívico-Militares

O diretor de pol√≠ticas para escolas c√≠vico-militares, Gilson Oliveira, tratou como bem-sucedido o projeto de escolas c√≠vico-militares. Nesse formato, as secretarias estaduais de Educa√ß√£o continuam respons√°veis pelos curr√≠culos escolares, que é o mesmo das escolas civis. Os militares, que podem ser integrantes da Pol√≠cia Militar ou das For√ßas Armadas, atuam como monitores na gest√£o educacional, estabelecendo normas de conviv√™ncia e aplicando medidas disciplinares.

Foram implantadas 216 escolas em todos os estados da federa√ß√£o. Oliveira destacou o Paran√°, com 14 escolas; o Rio Grande do Sul, com 13; o Par√°, com dez; Santa Catarina, com nove; além de Minas Gerais e Tocantins, com oito cada. Segundo Oliveira, esse tipo de escola "n√£o tem o objetivo de impor a cultura militar" e é voltada sobretudo para localidades com maior √≠ndice de viol√™ncia.

"Tivemos uma melhoria das instala√ß√Ķes, pela manuten√ß√£o e zelo demonstrados pelos alunos e incentivado pelas nossas equipes. É uma iniciativa que n√£o pode ser universalizada, mas se mostra como uma alternativa vi√°vel de um modelo de gest√£o escolar de excel√™ncia para √°reas de vulnerabilidade social", afirmou o diretor do ministério.