Câmara aprova inclusão do símbolo de autismo em placas de prioridade

Geral

Foto: Reprodução Internet

Foto: Reprodução Internet

A C√Ęmara dos Deputados aprovou nesta ter√ßa-feira (10) um projeto de lei que torna obrigatória a inclus√£o do s√≠mbolo mundial da conscientiza√ß√£o do transtorno do espectro autista para identificar a prioridade das pessoas desse grupo em servi√ßos e transportes. A proposta ser√° enviada ao Senado.

O s√≠mbolo a ser inclu√≠do é a fita quebra-cabe√ßa de v√°rias cores, que representa mundialmente a conscientiza√ß√£o do transtorno do espectro autista. Segundo a relatora, deputada Professora Dorinha Seabra Rezende (Uni√£o-TO), desde dezembro de 2020, data em que a utiliza√ß√£o da faixa tornou-se facultativa, a sociedade brasileira tomou consci√™ncia da representatividade da faixa e da sua real necessidade para melhoria do atendimento às pessoas com autismo.

"Entendemos que a obrigatoriedade do uso da fita quebra-cabe√ßa, s√≠mbolo mundial da conscientiza√ß√£o do transtorno do espectro autista, para identificar a prioridade devida às pessoas com esse transtorno, representa mais um passo em dire√ß√£o ao bem-estar dessa faixa da popula√ß√£o", afirmou a deputada.

A relatora argumentou que o autismo é uma s√≠ndrome que afeta v√°rios aspectos da comunica√ß√£o, além de influenciar também no comportamento do indiv√≠duo.

"Dados do CDC (Center of Deseases Control and Prevention), órg√£o ligado ao governo dos Estados Unidos, existe hoje um caso de autismo a cada 110 pessoas. Dessa forma, estima-se que o Brasil, com seus 200 milh√Ķes de habitantes, possua cerca de 2 milh√Ķes de autistas", disse Dorinha.