Vacina contra a varíola dos macacos deve chegar ao Brasil este mês

Geral

Foto: Reprodução Internet

Foto: Reprodução Internet

A negocia√ß√£o, feita com o laboratório dinamarqu√™s Bavarian Nordic, conta com a intermedia√ß√£o da Organiza√ß√£o Pan-Americana de Sa√ļde (Opas).

Nessa primeira leva, devem estar disponíveis 50 mil imunizantes, os mesmos utilizados para o combate da varíola.

Entre os grupos espec√≠ficos est√£o profissionais de sa√ļde que lidam diretamente com amostras de infectados e pessoas que tiveram contato com portadores do v√≠rus. "Estudos j√° mostram que uma dose dessa pode ser fracionada em cinco doses. Ent√£o nós podemos beneficiar um n√ļmero maior de pessoas. A princ√≠pio s√£o aqueles que t√™m contato com o material contaminado", disse Queiroga.

O ministro da Sa√ļde também refor√ßou as diferen√ßas entre a var√≠ola dos macacos e a covid-19. Segundo Queiroga, além da letalidade, o v√≠rus da covid-19 apresentou in√ļmeras muta√ß√Ķes no decorrer da pandemia, o que n√£o se observa com a var√≠ola dos macacos, que foi mapeada pela primeira vez na África, em 1976.

Queiroga refor√ßou ainda que os √≠ndices de cont√°gio da var√≠ola dos macacos est√£o em queda no mundo e em estabilidade no Brasil. "No mundo inteiro o surto tem diminu√≠do, a velocidade de progress√£o dos casos é menor e nós estamos numa fase de platô com queda. Ent√£o esperamos que esse surto seja controlado", defendeu Queiroga.

Além da importa√ß√£o emergencial de doses de vacina contra a var√≠ola dos macacos, o Ministério da Sa√ļde também recebeu autoriza√ß√£o emergencial da Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) para importar o antiviral Tecovirimat, que deve ser utilizado em situa√ß√Ķes graves e espec√≠ficas. "O uso é diante de situa√ß√Ķes onde n√£o temos mais alternativas para esses pacientes", salientou o ministro da Sa√ļde.


Vacina nacional

O Ministério da Sa√ļde também trabalha com o desenvolvimento de um imunizante nacional para enfrentar a doen√ßa. A expectativa é que a vacina esteja operacional no segundo semestre do ano que vem. Mas para isso, segundo o ministro Queiroga, o cen√°rio epidemiológico tem de indicar a necessidade de amplia√ß√£o do p√ļblico alvo da vacina√ß√£o.

"É algo que est√° trabalhado, em pesquisas. J√° recebemos a Universidade Federal de Minas Gerais, que nós chamamos de semente, que depois gera a produ√ß√£o do IFA, e a Funda√ß√£o Oswaldo Cruz, através de Biomanguinhos, tem capacidade de fazer escala. Mas isso é se houver uma indica√ß√£o de vacina√ß√£o para um grupo maior de pessoas".

A var√≠ola dos macacos tem sinais e sintomas que se caracterizam por les√Ķes e erup√ß√Ķes de pele, febre, dores no corpo, dor de cabe√ßa, calafrio e fraqueza.

O programa Brasil Em Pauta com o ministro da Sa√ļde, Marcelo Queiroga, vai ao ar neste domingo (18), às 22h30, na TV Brasil.