Portal Realidade

Alunos da rede municipal de ensino participam de atividades pedagógicas de prevenção a abusos sexuais

Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), em parceria com a Rede Um Grito Pela Vida, realizou, nesta terça-feira, 14/5, uma programação de sensibilização e conscientização com alunos matriculados no Centro Municipal de Ensino Infantil (Cmei) Argentina Barros, na zona Norte.  

Palestras e atividades lúdicas foram realizadas de forma a garantir com que as crianças, na faixa-etária de quatro e cinco anos de idade, saibam como evitar e denunciar situações de abuso ou exploração sexual. A programação faz parte do cronograma de atividades do “Maio Laranja”, mês de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes. 

A idealização das dinâmicas, bem como a escolha do público-alvo, partiu primariamente do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Cidade Nova, também localizado na zona Norte. De acordo com a coordenadora do equipamento, Edilzete Nunes, o motivo principal pelo qual sua equipe optou por trabalhar com crianças que ainda se encontram na primeira infância vem de dados que indicam uma maior vulnerabilidade deste público. 

Segundo dados do Ministério da Saúde, publicados em fevereiro deste ano, apontam que familiares e conhecidos são responsáveis por 68% dos casos de violência sexual contra crianças de 0 a 9 anos de idade no Brasil. O boletim epidemiológico ainda destaca que a casa das vítimas é o local de ocorrência de 70,9% dos crimes cometidos contra crianças. 

“Tendo em mente esse crescimento de casos de abuso sexual contra crianças, decidimos hoje trazer uma programação para que esses pequenos possam ter noção do que é e quando começa um abuso sexual, claro que com uma linguagem e metodologia adequadas para o seu entendimento”, afirmou Edilzete. 

Regionalizando a discussão em volta da violação de direitos infantojuvenis, o cenário continua extremamente preocupante. De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM), Manaus teve um aumento de 8,6% no número de casos de estupro de crianças e adolescentes entre os anos de 2022 e 2023. 

Para a gestora do Cmei Argentina Barros, Ana Paula Nascimento, a realização de atividades de conscientização junto ao público infantil tem papel fundamental no processo de combate à violação dos direitos dessas crianças e à subnotificação de casos no município. 

“Quando nos propomos a trabalhar juntos em atividades como esta, é preciso entender que estamos atuando em três linhas de frente: a sensibilização de crianças sobre o tema, a identificação de possíveis alunos que possam estar passando por isso em suas casas e a realização de denúncias junto a familiares ou por parte de nossa equipe técnica no que nos compete enquanto educadores”, explicou. 


‘Maio Laranja’

O cronograma de atividades especiais do “Maio Laranja” continua nesta quinta-feira, 16/5, quando a Semasc, junto de parceiros do poder público e Organizações da Sociedade Civil (OSCs), realizará a “Caminhada de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil de Crianças e Adolescentes”. 

A concentração terá início às 7h30, em frente ao Centro Municipal de Educação de Jovens e Adultos (Cemeja) Prof.º Samuel Benchimol, no bairro São José Operário, na zona Leste. 

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.