Portal Realidade

Barriga definida aos 60 anos: o que comer e fazer para manter os músculos

À medida que a expectativa de vida continua a subir, as pessoas estão buscando se manter ativas mesmo após os 60 anos, reconhecendo a importância de manter a saúde e a boa forma. Nessa fase, adotar hábitos saudáveis e investir em um estilo de vida equilibrado desempenham um papel crucial para garantir uma qualidade de vida satisfatória.

Afinal, como manter a saúde e a boa forma após os 60 anos?

Se engana quem acredita que é impossível ganhar massa magra depois de uma certa idade. É claro que, quanto mais velhos ficamos, essa tarefa se torna mais difícil — principalmente para mulheres após a menopausa. Mas, não é impossível.

Esforço, disciplina e dedicação. Musculação e exercícios aeróbicos, seguindo as orientações de um bom profissional de educação física, dão ótimos resultados. Dando tempo ao tempo, e com muito esforço, disciplina e dedicação, qualquer um pode chegar lá.

Ponto de atenção. Ao não fazer musculação corretamente e praticar exercícios aeróbicos exageradamente, pode ser que a pessoa não ganhe músculos. O segredo está no equilíbrio entre treinos intensos de musculação e exercícios aeróbicos com moderação.

Alimentação é essencial. Uma dieta adequada, com o teor certo de proteínas e carboidratos, também é muito importante tanto para o processo de ganho de massa magra, quanto para a perda de gordura. É claro que a prática de exercício físico é fundamental para o ganho de massa magra — particularmente, a musculação. No entanto, a ajuda de um programa nutricional é crucial para alcançar seus objetivos.

Alimentação saudável e balanceada não significa fazer “sacrifícios”. Não cometa mais o erro de achar que, para queimar gordura e definir músculos, não é preciso comer. Ao se alimentar bem e conscientemente, isso se torna tão natural que não é preciso passar vontade — ao contrário, a alimentação se torna também prazerosa.

Procure sempre ingerir nas principais refeições fontes de proteína e carboidrato. Atente-se para a proporção de proteína ser maior que a de carboidrato, primeiro porque a proteína é muito importante para a construção muscular e, segundo, porque o carboidrato em excesso pode levar ao ganho de peso. Se possível, pese os carboidratos ingeridos em cada refeição — sempre acompanhada das indicações de um nutricionista.

Se alimente em intervalos curtos. Não fique mais de três horas sem ingerir alguma coisa, nem que seja só um iogurte. Isso acelera o metabolismo e ajuda para que fique com menos fome nas principais refeições.

Fuja de alimentos gordurosos, industrializados, dos embutidos, do açúcar, refrigerantes e álcool em excesso. O ideal é emagrecer com saúde, por meio de uma reeducação alimentar, porque, perder peso rápido, com dietas milagrosas, não tem chance de sucesso em longo prazo.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.