Portal Realidade

Cadela pitbull é morta após atacar mulher e polícia investiga maus-tratos

A morte de uma cadela da raça pitbull está sendo investigada pela polícia em Araguaína, no norte do Tocantins. O animal supostamente teria sido morto ao tentar atacar uma mulher. Segundo a polícia, corpo da cachorra foi encontrado com pelo menos quatro perfurações.

O caso foi registrado no bairro Senador, na noite deste domingo (26). A PM informou que foi chamada para verificar um caso de violência doméstica, mas verificavam que na verdade era uma possível situação de maus-tratos a animais.

No local, os policiais encontraram marcas de sangue e a cadela morta. A equipe ainda encontrou uma faca com manchas de sangue.

Um homem de 34 anos afirmou aos policiais que a cadela tentou morder a esposa dele e para defendê-la, segurou o animal e jogou contra uma grade. Na sequência, teria usado de força para conter o animal, que acabou morrendo.

Ele também alegou que não usou nenhuma arma, mas não soube explicar o motivo de a faca ter sido encontrada no local com manchas de sangue. A esposa do suspeito, mulher de 45 anos, confirmou que o marido reagiu ao ataque da cadela, mas também não explicou a faca com sangue no local.

Ainda segundo a PM, o suspeito foi levado para a Delegacia da Polícia Civil, onde foi registrado um boletim de ocorrência. O caso será investigado pela delegacia especializada. A Polícia Científica foi até o local realizar a perícia e a faca foi recolhida para análise.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.