Portal Realidade

Câmara exonera assessores de vereador afastado após prisão

  • CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

A Câmara Municipal de Campo Grande exonerou 12 assessores do vereador Claudinho Serra Lima, o “Claudinho Serra” (PSDB), que pediu afastamento por quatro meses após prisão por suspeita de corrupção no exercício do cargo de secretário municipal de Fazenda, Tributação e Gestão Estratégica em Sidrolândia, que ocupou antes de assumir cadeira no Legislativo da Capital.

Ele deixou a prisão no dia 30 de abril e quatro dias depois apresentou atestado médico para tratamento por estar “psicologicamente abalado”. Em seguida, o Claudinho pediu o afastamento para tratar de interesse particular para não perder o mandato.

Como havia informado na semana passada, o presidente da Câmara, Carlos Augusto Borges, o “Carlão” (PSB), publicou nesta segunda-feira (20) a exoneração de 12 servidores que trabalhavam no gabinete de Claudinho.

A exoneração dos servidores comissionados vale a partir de 15 de maio, conforme a publicação no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande).

A vaga de Claudinho segue desocupada. O presidente informou na quinta-feira (16) que aguardaria até esta semana uma resposta do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) sobre qual suplente deve ocupar a cadeira.

O presidente chamou o suplente Lívio Leite (União), que é ex-vereador, mas teve que desmarcar a posse na semana passada, porque outro suplente, Gian Sandim (PSDB), reclamou na Justiça que Lívio migrou para o União Brasil e por isso não deveria ter direito a vaga.

A posse foi suspensa por mandado de segurança expedido pela Justiça Eleitoral a pedido de Sandim (PSDB). O próximo da lista é Júnior Longo, que migrou do ninho tucano para o Republicanos.

Carlão cogita então convocar Wellington de Oliveira, que havia migrado para o PL, onde disputou vaga para deputado federal nas eleições de 2022, mas voltou para o PSDB durante a janela partidária deste ano.

Após Wellington, a lista tem Antônio Cruz e Cida Amaral, que saíram do PSDB e foram para o MDB e Republicanos, respectivamente. Na sequência, está Gian Sandim, 8º suplente e que ainda está no ninho tucano.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.