Portal Realidade

Cleber Machado revela primeiras impressões do SBT e expectativa com o esporte na emissora

Cleber Machado estreia no SBT na próxima terça-feira (26), no primeiro confronto das semifinais da Copa Sul-Americana entre Fortaleza e Corinthians. O narrador volta à competição depois de cinco anos. Da última, deu sorte para um time brasileiro: narrou o título do Athletico-PR sobre o Junior Barranquilla em 2018.

Às vésperas de iniciar sua trajetória no canal de Silvio Santos, ele garante que está tranquilo. “Nunca fui de ficar nervoso”, disse ele em entrevista exclusiva ao NaTelinha.

Desde que saiu da Globo após 35 anos, em março, Cleber Machado narrou as finais do Campeonato Paulista pela Record e fechou com o Prime Video para a Copa do Brasil. 

Contratado do SBT no início deste mês, o profissional já participou do Programa do Ratinho e gravou o Programa Silvio Santos. Uma das próximas atrações será o Domingo Legal, no quadro Passa ou Repassa, comandado por Celso Portiolli. O narrador mira fugir das tortadas e sair como cara limpa. “Essa é a intenção”, diverte-se.

NaTelinha – Vamos ver se sua memória está afiada: qual foi a última partida que você fez da Copa Sul-Americana?

Cleber Machado – Eu sei que eu fiz São Paulo e Tigre, meio jogo, que foi campeão em 2012, mas acho que não foi o último, não.

NaTelinha – Você deu sorte para um time brasileiro… Você narrou Athletico e Junior Barranquilla, na Copa Sul-Americana 2018.

Cleber Machado – Pode crer! Fizemos eu e o Caio. Primeiro estúdio fizemos no estúdio da TV lá no Paraná e o segundo na Arena da Baixada. Exatamente, o Tiago Nunes era o técnico, pode crer.

NaTelinha – Como você vê a evolução do torneio nesse tempo? A competição ficou mais valorizada?

Cleber Machado – A minha opinião eu vou dar não e não tem nada ver com eu estar aqui. Desde sempre, o futebol sul-americano ou europeu tem pelo menos dois torneios interclubes. Na Europa tem um terceiro já. É óbvio que a Libertadores tem os principais times da América do Sul classificados pelos campeonatos nacionais. Se você classifica os dois primeiros do Campeonato Argentino e os dois do Brasileiro, eu sei que são mais, obviamente que você vai ter o campeão e o vice, como era antigamente. Mesma coisa na Europa, você tem lá quatro vagas na Inglaterra, os quatro primeiros vão participar da Liga dos Campeões. Os times que participam da Copa Sul-Americana não foram tão bem quanto os que participam da Copa Libertadores, isso é óbvio.

Agora, nós temos há muitos anos aqui especialmente, e nós da imprensa, a gente tem o hábito de desvalorizar as coisas. Já que você testou a minha memória, vou testar seu gosto pelo futebol inglês. Quais os 3 maiores times da Inglaterra?

NaTelinha – Liverpool…

Cleber Machado – Não precisa falar mais nenhum. Qual campeonato europeu o Liverpool está esse ano?

NaTelinha – Europa League…

Cleber Machado – Porque ele ficou em quinto no Campeonato Inglês. O Corinthians foi pra Libertadores e veio pra Copa Sul-Americana. O São Paulo estava na Copa Sul-Americana. O Fortaleza, que é uma das boas performances do futebol brasileiro nos últimos anos, está na Copa Sul-Americana.

NaTelinha – Não atrapalha o fato de não ser rebaixado no Campeonato Brasileiro já consegue uma vaga na Sula?

Cleber Machado – Já é uma questão nossa, não da Copa Sul-Americana. é uma outra discussão. O que quero dizer, seguinte, se for fazer uma graduação, a Libertadores está na frente da Copa Sul-Americana, a Liga dos Campeões está na frente da Europa League, agora você dizer que o título da Copa Sul-Americana não vale nada? Porque até anteontem a Copa do Brasil não valia nada. Lá atrás ganhar o campeonato estadual garantia o sucesso de um time na temporada. Hoje a gente diz que não é nada. Os campeonatos vão tendo outra importância em relação ao passado.

A Copa Sul-Americana se eu não estiver enganado está no Paramount+, ESPN e no SBT. Ele é um campeonato que conforme que os times estiverem jogando, vai ser um campeonato legal. Título é o seguinte: mais um exemplo, o São Paulo foi jogar a final da Sul-Americana, perdeu feio pro Del Valle e todo mundo malhou o São Paulo. Se é um ‘campeonatinho’ que não vale nada… Todo campeonato é legal! A Copa do Mundo é mais importante que Olimpíada, mas pô, campeonato é campeonato.

imagem-texto

NaTelinha – Você já fez jogo na Record, SBT, Prime Video. Teve que fazer alguma adaptação no streaming ou ‘vou fazer como se estivesse pra TV aberta’. Você seguiu a mesma linha?

Cleber Machado – Fundamentalmente eu segui a mesma linha, não pensei em transmissão diferente, o que era na Globo, Record, Prime Video ou será no SBT. A transmissão é a transmissão é o meu jeito de fazer transmissão. O que foi acontecendo ao longo do tempo é nós todos, mudarmos um pouquinho o tipo de abordagem, comportamento mais informal, mais solto, mais leve. Não é porque sou eu ou fulano, foi uma exigência do público, da maneira se de comunicar, entendeu?

Não preciso falar uma palavra diferente, uma palavra que falo na aberta, preciso falar diferente no streaming. Ainda não sei qual é o público do streaming, em relação à TV aberta, sei que é um número diferente, quando você faz Palmeiras e São Paulo como o Prime Video faz, você tem um público muito maior. Igual às TVs, é uma diferença óbvia, essa é a diferença e contar pras pessoas onde tá o evento, mas no jeito de transmitir, conscientemente, nada de diferente.

NaTelinha – O que o SBT tem de diferente? Já foi no Ratinho, gravou o Programa Silvio Santos, só falta levar tortada no Passa ou Repassa.

Cleber Machado – Já teve uma sondagem… Não casou ainda a data, até por causa das duas finais…

NaTelinha – Então uma hora vai dar certo.

Cleber Machado – Pois é! Podemos escapar da torta.

NaTelinha – Queremos vê-lo levando torta. Ao não ser que você saia como cara limpa…

Cleber Machado – Exatamente! Essa é a intenção!

Eu tô conhecendo [o SBT], se a gente for pensar, vim aqui uma, tirando do Ratinho que não tinha nem contrato ou nada. Eu vim aqui a primeira vez jogar bola. Tem um campo lindo, espetacular. Vim duas vezes. Então vim no Ratinho, gravar outro programa, tive uma conversa, hoje deve ser quinta ou sexta vez que venho aqui. Não sei nem andar direito.

NaTelinha – Nas fotos de divulgação do SBT, você parecia um homem muito bem à vontade. Que você talvez sempre fosse do SBT…

Foi nessa sala aqui. Aquilo faz parte do show. É o seguinte, sempre ouvi dizer que a casa é muito gostosa de trabalhar, e o pessoal fica aqui por décadas. E acho que tem isso, esse espírito. Mas é isso, tô conhecendo: lugar perfeito não existe. Tem lugar que é perfeito durante vários anos e tem dia que não é. Adoro sol, mas o dia que estiver chovendo vou dizer que o mundo não presta? A impressão de um relacionamento muito legal, uma leveza, uma atmosfera como você falou muito boa. E uma televisão que quando eu era jovem , a televisão surgiu, como TVS, depois SBT, é a história daquele grande jogador que você viu ser lançado, como o Ronaldo no Cruzeiro e encerrando a carreira no Corinthians? E agora a gente vai jogar junto.Cleber Machado

NaTelinha – E o que o SBT usou pra te seduzir? Que plano eles te apresentaram? Porque com a Record, foi só uma ficada, um affair…

Cleber Machado – Com a Record, não sei se foi só uma ficada, a Record foi uma sacada boa, que pra mim foi legal naquele momento. Foi legal pra todo mundo. Havia uma perspectiva que a gente fizesse um contrato, que a gente continuasse. Havia expectativa, conversas e tal. Aqui a primeira conversa que eu tive foi há muito tempo, mas bem superficial.

Pô, você saiu, ‘tá bem?’ ‘Tô bem, seu nome fez um barulho’. Mas isso lá atrás, há cinco ou seis meses. Logo quando saí. Mas nada oficial. Sondagem mesmo. Aí com o tempo veio uma proposta. O mais sedutor da proposta, além de tudo que a gente falou, é você perceber que há uma intenção boa de continuar apostando no Esporte na programação. O Esporte passa a fazer parte da programação e isso é muito bom. Pra todos nós. Quanto mais tiver, mais trabalho tem.

NaTelinha – E quando você fala em Esporte, você diz não só futebol, pode ser que haja outras modalidades?

Cleber Machado – Tô falando assim, não sei…

NaTelinha – Você não sabe?

Cleber Machado – Não! Não sei… Eu não me sinto confortável e à vontade de perguntar ‘o que vocês estão comprando?’…

NaTelinha – Você não perguntou no “namoro”, você tá vindo pra narrar a Champions, Sul-Americana, estão pensando em algo futuramente?

Cleber Machado – Claro, a pergunta é se vocês tão comprando tal coisa. A pergunta é: vocês estão afim de ter Esporte na programação? A rede está convencida que o Esporte faz parte da programação? Tem a Copa Sul-Americana até 2026, a Liga dos Campeões até o ano que vem, com possibilidade de ter mais um ciclo, claro que isso é legal. Agora, se vai ter mais coisas, mais campeonato, outras modalidades…

Se a gente estiver conversando um dia aqui, como diria um técnico de futebol, isso são assuntos internos. Pô, tá rolando a possibilidade de tal coisa, é legal… Isso aí a gente vai conversar, porque agora você tá num time e tem que jogar dentro do time. Quanto mais tiver, mais legal pra gente.

Pra gente profissional, a televisão, a estratégia da empresa, programação, planejamento, isso não é com a gente. Só se a gente perguntar.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.