Portal Realidade

Conheça “Auroville”, a única cidade sustentável no mundo em que não há políticos e dinheiro

Bem vindo à Auroville. Também conhecida como “City of Dawn” (Cidade do Amanhecer), a comunidade localizada no Sul da Índia chama atenção por acolher pessoas de todas as nacionalidades, não utilizar dinheiro, não ter políticos e nem uma religião. Fundada em fevereiro de 1968 por Mirra Alfassa, conhecida como “A Mãe”, Auroville é um experimento social e espiritual com o propósito de “alcançar a unidade humana através da diversidade”.

A falecida Primeira-Ministra da Índia, Sra. Indira Gandhi, na cerimônia de inauguração da cidade, descreveu Auroville como “um projeto emocionante para trazer harmonia entre diferentes culturas e para compreender as necessidades ambientais do crescimento espiritual do homem”.

A geografia de Auroville

Localizada à 17 minutos de Puducherry, a cidade abriga aproximadamente 3,3 mil pessoas de 60 nacionalidades, mas a meta de Auroville é, no futuro, abrigar 50 mil pessoas. Cerca de 50% dos habitantes são indianos e 20% franceses. Com uma área de 2 mil hectares, Auroville serve como um centro de experimentação ecológica e urbanismo sustentável.

No Centro da cidade fica o “Matrimandir”, descrito como a “alma da cidade”. O local é uma área de meditação silenciosa e individual, numa “Área de Paz” de formato oval rodeada por um lago. Ao redor deste lago ficam quatro zonas: a Industrial (Norte), Cultural (Nordeste), Residencial (Sul/Sudoeste) e Internacional (Oeste). Cada uma focando em um aspecto importante da vida da cidade. Ao redor do município há um Cinturão Verde composto por áreas florestais, fazendas e santuários.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Uma cidade sem governo e sem dinheiro

A primeira vista as pessoas podem pensar que os moradores de Auroville são anarquistas. Mas, na realidade, tomam decisões por consenso e recebem um subsídio anual do governo. Além disso, possuem comitês e grupos de trabalho que administram áreas como educação, economia, saúde e infraestrutura.

Outra característica de Auroville é que os moradores não utilizam dinheiro e não tem propriedade privada. Os residentes recebem um salário mensal uniforme de cerca de US$ 225 (cerca de R$ 1,1 mil) e todas as transações são feitas por meio de contas comunitárias. Um fato curioso é que, ao se mudarem, os moradores cedem seus bens à comunidade e, em contrapartida, a estrutura da cidade provê todos os materiais necessários para as pessoas viverem e produzirem.

Em Auroville, o trabalho coletivo é fundamental. Com esforços conjuntos, os moradores transformaram um deserto em floresta com o plantio de mais de três milhões de árvores. Além disso, a comunidade trabalha para ser autossuficiente, cultivando 50% dos seus alimentos e utilizando energias renováveis.

Conexão com o meio ambiente

Os agricultores de Auroville estudam para aplicar a relação entre a agricultura tradicional e a agricultura moderna e utilizam tecnologias que não agridem o meio ambiente, como moinhos de vento, energia solar, micro aspersores e coletores de gás metano. As fazendas utilizam uma ampla variedade de filosofias agrícolas de orientação ecológica, como agricultura orgânica tradicional, permacultura, biodinâmica, natural, entre outras.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A cidade possui mais de duas dúzias de fazendas, que produzem diversas culturas para consumo dos próprios moradores. Com relação à produção, algumas terras são focadas em hortaliças, enquanto outras em frutas, grãos, laticínios e até alimentos processados. Todas as fazendas funcionam com o objetivo principal de atender às necessidades alimentares da comunidade auroviliana de maneira orgânica e saudável, e operam de acordo com essa determinação.

Em termos de desenvolvimento físico, o projeto de Auroville diz que a cidade pretende tornar-se um modelo de “cidade do futuro” ou “a cidade que a Terra precisa”.

Uma cidade espiritual, mas sem religião

Segundo os princípios da cidade, espera-se que os Aurovilianos levem uma vida “espiritual”, porém, não existem religiões definidas em Auroville. O projeto indica que a comunidade não é recomendada para pessoas que ainda são fortemente ligadas a uma religião específica, no sentido de querer comprometer-se com ela e praticá-la. “Embora Auroville respeite as religiões e não tenha nada contra a sua prática, elas dividem as pessoas do mundo, enquanto Auroville está apenas interessada na unidade”, diz o site oficial do projeto.

Algumas pessoas podem confundir o projeto com uma ceita. Por isso, os fundadores esclareceram que não. Auroville é um projeto municipal reconhecido internacionalmente, endossado pela UNESCO e apoiado pelo Governo da Índia. O filósofo indiano Sri Aurobindo e “A Mãe” foram as pessoas que inspiraram o projeto e o tornaram possível. “Não existe nenhum culto em torno deles; nem os Aurovilianos podem de forma alguma ser comparados a uma seita”, diz o site.

Como visitar ou morar em Auroville

— São convidados para Auroville todos aqueles que têm sede de progresso e aspiram a uma vida mais elevada e verdadeira — diz Mirra Alfassa, ou “A Mãe”.

A cidade recebe cerca de 2.500 visitantes por dia e conta com 92 casas de hóspedes. Se você tem intenção de visitar Auroville, pode saber mais aqui.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já se você quer viver em Auroville, deve estar ciente dos valores da comunidade, e desejar segui-los. Existem três maneiras de se tornar um morador da cidade, que basicamente consistem em:

  • Ser um visitante frequente, suficientemente familiarizado com a filosofia da cidade. Se esse é o caso, o futuro morador pode começar com o processo de recém-chegado [Anexo B]  para eventualmente ser aceito como residente.
  • Para aqueles que estão associados a um projeto, negócio ou outra atividade de Auroville e que se interessaram pelo experimento e gostariam de se envolver ainda mais com ele, podem começar como um  ‘Associado’ [Anexo F] .
  • Há também aqueles que desejam casar-se ou ir morar com um Aurovilliano. Para isso, é preciso aplicar o processo ‘Amigo de Auroville’ [Anexo C].

Para saber mais sobre os trâmites necessários para viver na cidade, acesse o site oficial e descubra todas as possibilidades que a cidade indiana oferece.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.