Portal Realidade

Educação financeira nos currículos escolares é tema de audiência na Comissão de Educação

A Comissão de Educação debateu em audiência pública, nesta terça-feira (21), a inclusão da educação financeira como tema transversal nos currículos da educação básica. O projeto (PL 5.950/2023) do senador Izalci Lucas (PL-DF) quer preparar os estudantes para lidar melhor com o dinheiro, evitar dívidas e planejar melhor a vida financeira. O relator é o senador Wellington Fagundes (PL-MT) e a decisão da comissão sobre o projeto será terminativa, ou seja, se aprovado, será encaminhado para a análise da Câmara dos Deputados.

SABER CUIDAR DO PRÓPRIO DINHEIRO DESDE CEDO É UMA NECESSIDADE E MUITAS ESCOLAS JÁ TRABALHAM CONTEÚDOS RELATIVOS À EDUCAÇÃO FINANCEIRA. UM DEBATE PROMOVIDO NESTA TERÇA-FEIRA PELA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO DO SENADO TRATOU DE UMA PROPOSTA QUE INCLUI ESSE TEMA DE FORMA OFICIAL NOS CURRÍCULOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS ENSINOS FUNDAMENTAL E MÉDIO. A REPORTAGEM É DE LAÍS NOGUEIRA:  A educação financeira aborda desde conceitos básicos de poupança e planejamento até a tomada de decisões sobre investimentos e dívidas. O intuito é preparar os estudantes para uma vida adulta financeiramente consciente e fugir, sempre que possível, das dívidas que dão dor de cabeça à muita gente! No debate sobre o projeto que inclui a educação financeira como tema transversal nos currículos da educação básica, o advogado e jornalista, Paulo Roque, falou sobre o alto índice de endividamento no país: (Paulo Roque Khouri) “Nós temos, hoje, cerca de 80% das famílias brasileiras endividadas. Nós temos 30% das famílias inadimplentes. O endividado não quer dizer inadimplente, o endividado é que está com o comprometimento de sua renda. E o inadimplente é aquele que já deixou de pagar três parcelas de qualquer comprometimento que ele tenha. Mas quando você tem um número tão elevado de famílias endividadas, isso é risco para os bancos, para o nosso sistema financeiro. Então, quando nós falamos de educação financeira, nós gostaríamos que, pela educação, esses números mudassem.” O debate aconteceu na Comissão de Educação e o projeto que trata da educação financeira nas escolas é do senador Izalci Lucas, do PL do Distrito Federal. Ele ressaltou que esse tipo de conhecimento é importante não só para lidar com o dinheiro mas, também, para tomar decisões assertivas e desenvolver habilidades úteis para a vida toda: (sen. Izalci Lucas) “O ensino de educação e administração financeira constituirá tema transversal dos currículos da educação básica. Ninguém está criando disciplina aqui. Se a gente for colocar disciplina para todas as propostas que aparecem aqui, nós já tínhamos sérios problemas, então a gente entende muito bem disso. Agora, não dá para deixar solto como está hoje um tema tão importante como esse.” A decisão da Comissão de Educação sobre o projeto é terminativa. Isso significa que, se aprovado lá e não houver recurso para votação em plenário, o texto poderá seguir direto para análise da Câmara dos Deputados. Sob a supervisão de Marcela Diniz, da Rádio Senado, Laís Nogueira.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.