Portal Realidade

Houthis reivindicam ataques a mais dois navios no Mar Vermelho

Os rebeldes houthis, do Iêmen, apoiados pelo Irã, afirmaram nesta terça-feira (6) ter visado navios norte-americanos e britânicos em dois ataques separados no Mar Vermelho, um dos quais foi confirmado por uma empresa de segurança marítima.

“O primeiro visou o navio norte-americano Star Nasia, enquanto o outro teve como foco o navio britânico Morning Tide”, afirmou o porta-voz militar dos Houthi, Yahya Saree, em comunicado.

Antes, a empresa de segurança marítima Ambrey tinha relatado um ataque de drones no Mar Vermelho, na costa Iêmen, na noite de segunda-feira, contra um cargueiro britânico com bandeira de Barbados, que sofreu “danos menores”.

Segundo a Agência de Segurança Marítima do Reino Unido (UKTMO), a janela do cargueiro ficou “ligeiramente” danificada por um ataque de um drone sobre a embarcação, que se encontrava a 57 milhas náuticas (cerca de 105 quilômetros) a oeste de Hodeida, um importante porto na costa ocidental do Iêmen sob o controle dos rebeldes houthis.

A empresa proprietária do cargueiro revelou à Reuters que a embarcação estava navegando sem problemas. Os dados de localização de navios do LSEG mostram que o Morning Tide navegava pelo Mar Vermelho, depois de ter atravessado o Canal do Suez na sexta-feira. O sinal mais recente mostrou o navio do Mar Vermelho pelo Estreito de Bab al-Mandab.Os ataques perturbaram o transporte marítimo mundial e forçaram as empresas a mudar de rota para viagens mais longas e mais caras em torno da África Austral. Também alimentaram o receio de que a guerra entre Israel e o Hamas possa se alastrar e desestabilizar o Oriente Médio em geral.

Os Estados Unidos e a Grã-Bretanha começaram, há um mês, a atacar alvos houthis no Iêmen, em retaliação pelos meses de ataque à navegação no Mar Vermelho.

Na noite de ontem, os Estados Unidos fizeram novo ataque contra os houthis, tendo como alvo dois drones marítimos carregados de explosivos, segundo o Comando norte-americano para o Oriente Médio (Centcom).

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.