Portal Realidade

MEC lança webinário sobre emergência climática e educação integral

OMinistério da Educação (MEC), por meio da Secretaria de educação Básica (SEB), realizará webinário extraordinário sobre emergência climática e educação integral. O encontro, promovido no âmbito do Programa Escola em Tempo Integral (ETI), vai ocorrer na quinta-feira, 16 de maio, às 19h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo pelo canal do MEC no YouTube.  

O webinário é uma realização conjunta com a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), parceira na Região Sul da Formação Continuada de Secretários e Equipes Técnicas das Secretarias de Educação de todo o Brasil, iniciada em março deste ano. O objetivo é debater a educação integral em contextos de emergência climática e ambiental, o acolhimento às comunidades escolares e a proteção social às crianças e aos adolescentes.  

A ação contará com representantes da SEB; da educação ambiental da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização de Jovens e Adultos, Diversidade e Inclusão (Secadi); da UFFS; da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) do Rio Grande do Sul; da Secretaria Estadual de Educação do Rio Grande do Sul; da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação do Rio Grande do Sul (Uncme/RS). Também participarão especialistas do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef); do Instituto Alana; e da Associação Pedagogia da Emergência. 

Formação – O curso de formação é promovido pelo MEC em parceria com universidades federais, além de fazer parte das ações de assistência técnica do Eixo Formar do Programa Escola em Tempo Integral, coordenado pela SEB. A iniciativa será realizada nas cinco regiões brasileiras, junto com as Universidades Federais de Goiás (UFGO), da Bahia (UFBA), do Pará (UFPA), de Minas Gerais (UFMG) e da Fronteira Sul (UFFS).  

O curso é estruturado em cinco módulos, cujos temas são, respectivamente: “O Programa Escola em Tempo Integral”; “Fundamentos da educação integral”; “Bases legais da educação integral e do tempo integral”; “Tópicos para a elaboração de política de educação integral em tempo integral em nível local ou estadual”; e “Gestão democrática e as diversas instâncias de participação e acompanhamento social na política de educação integral”.  

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.