Portal Realidade

Nesta semana, União fará nova proposta a profissionais da Educação, que estão em greve

O governo federal está se preparando para apresentar uma nova proposta de reajuste e reestruturação de carreiras aos servidores da Educação, anunciou o ministro da Educação, Camilo Santana. Esta decisão ocorre em meio à greve de docentes e técnicos administrativos das instituições federais de ensino, que rejeitaram a última proposta de reajuste zero apresentada na Mesa de Negociação este ano.

A retomada da negociação ocorre após declaração do presidente Lula, que afirmou na última terça-feira (dia 7) que o governo apresentará uma nova proposta aos servidores em greve.

A greve, iniciada em abril, mobiliza servidores de mais de 50 universidades e institutos de ensino no país, que reivindicam recomposição salarial variando de 22,71% a 34,32% e reestruturação das carreiras. Além disso, cobram a recomposição do orçamento e o reajuste imediato dos auxílios e bolsas dos estudantes.

Ainda não há informações sobre o conteúdo da nova proposta, mas o ministro da Educação destacou que os servidores federais estão há seis anos sem reajuste.

“Estive discutindo uma nova proposta para ser apresentada e que a gente espera que possa chegar num consenso com transparência, com diálogo, reconhecendo o valor dos servidores da educação”, afirmou o ministro, em coletiva realizada em Brasília.

As Mesas de Negociações entre os servidores e o governo estão sendo conduzidas pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, comandado pela ministra Esther Dweck.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.