Portal Realidade

Nostalgia: personagens icônicos da TV Cultura viram pins de lapela

Nostalgia é um dos sentimentos que mais mexem com o ser humano. A saudade do passado, do que foi vivido e sentido, é muito forte em todas as gerações. Isso está presente em diversas áreas, desde a cultura pop até a política.

Uma das empresas que mais afloram essa sensação é a TV Cultura. As séries infantis, como “O Castelo Rá-Tim-Bum” ou o “Mundo da Lua”, foram marcantes para muitos telespectadores e até hoje emocionam pessoas em todo o país.

Mas como deixar esse sentimento ainda mais forte? Muitas marcas investem em produtos. Uma delas é a Icebrg, que produz pins de lapela. Numa edição especial, eles lançaram uma coleção especial sobre os programas infantis da emissora. O gravador do Lucas Silva Silva, o “senta que lá vem a história”, o Repórter Arinelson, o X-Tudo e o peixes do Glub-Glub ganharam peças colecionáveis.

“Percebemos também que havia uma demanda reprimida, principalmente do pessoal na casa dos 30, 40 anos que sentem muita nostalgia quando veem produtos dos programas que formaram a sua infância”, explica Vinicius Silverio, fundador da marca.

Para criar a coleção da Cultura, a Icebrg admite que contou com a ajuda do público. Graças as redes sociais, conseguiu criar produtos que o consumidor queria.

“Caixinha de perguntas no Instagram, Chat GPT e o gosto pessoal foram usados para escolher os cinco modelos de pins. Muita coisa boa ficou de fora. Quem sabe a gente não faz um volume 2?”, afirma.

Mas como transformar os personagens de TV em pins? Os designers analisam o máximo de imagens possíveis e adaptam, inicialmente, para um desenho 10×10 centímetros. Depois, os desenhistas simplificam os traços e colocam no tamanho do botom.

Emoção do público

A nova linha de produtos mexeu com o público. Uma em especial. Vera Papini Ribeiro, filha do apresentador Márcio Ribeiro, usou as redes sociais para mostrar a alegria pela homenagem.

“Descobri hoje que vende pin do Arinelson e do X-Tudo. E eu me peguei pensando: há quanto tempo eu não vejo Ra-Tim-Bum? Eu nem sei porque entrei no site da Icebrg. Entrei no YouTube para ver os personagens, e lembrei que meu pai fazia as vozes”, conta emocionada.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.