Portal Realidade

Prefeitura mobiliza população para combate ao tabagismo em caminhada na Ponta Negra nesta quarta, 5/6

Como parte das ações para sensibilizar a população sobre os prejuízos causados pelo tabagismo, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), realiza nesta semana uma caminhada em referência ao Dia Mundial Sem Tabaco, celebrado no dia 31 de maio. A atividade, originalmente prevista para a última semana e adiada em razão do luto oficial pelo falecimento do ex-vereador e ex-secretário municipal chefe da Casa Civil, Arthur Virgílio do Carmo Ribeiro Bisneto, será nesta quarta-feira, 5/6, a partir das 17h, no complexo turístico da Ponta Negra, na zona Oeste.

Coordenada pelas equipes da policlínica Djalma Batista, gerenciada pela Semsa Manaus, com o apoio do Núcleo de Prevenção de Riscos à Saúde por Causas Externas e Fatores de Risco, a caminhada terá concentração no calçadão da avenida Coronel Teixeira, em frente ao anfiteatro da Ponta Negra, antecedendo o percurso pela faixa liberada. A atividade terá participação de usuários atendidos pelo Ambulatório de Tratamento de Fumantes da policlínica e seus familiares, além de profissionais de saúde da unidade e da população em geral.

“O objetivo da nossa caminhada é chamar a atenção da sociedade para os malefícios do cigarro, do vício em tabaco, e também apresentar o tratamento que é ofertado gratuitamente pelo SUS nas unidades de saúde da prefeitura”, resume a assistente social da Semsa, Elizabeth Modernel, que coordena a mobilização ao lado das enfermeiras Erileni Mourão e Ericleia Costa.

Durante o percurso na Ponta Negra, conforme Elizabeth, os servidores da policlínica Djalma Batista vão informar usuários da faixa liberada e visitantes do complexo turístico sobre os Ambulatórios de Tratamento de Fumantes da rede básica municipal. Atualmente, 33 unidades, distribuídas em todas as zonas distritais de saúde da cidade, contam com o serviço, que prevê cuidado integral a usuários de tabaco e dependentes de nicotina que desejam parar de fumar.

Elizabeth enfatiza a importância dos ambulatórios no apoio às pessoas que buscam abandonar cigarros e outros produtos à base de tabaco. A estratégia integra o Programa Municipal de Controle do Tabagismo e é ofertada de forma gratuita aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). A assistente social ressalta o bom resultado alcançado entre o público atendido pelo serviço na Djalma Batista.

“Em 2023, 71,7% dos usuários atendidos no ambulatório da policlínica iniciaram e terminaram o ano sem o cigarro”, relata a servidora, que incentiva outras pessoas a buscarem o programa de tratamento de fumantes da Semsa e aderir a uma vida com mais saúde e bem-estar. “Venha participar conosco da caminhada por um mundo sem tabaco. É possível, você consegue”.

Programação

Além da caminhada na Ponta Negra, a Semsa Manaus, por meio do Núcleo de Prevenção de Riscos à Saúde por Causas Externas e Fatores de Risco, promoveu uma série de ações para informar e sensibilizar a população sobre os males do tabagismo, na segunda quinzena de maio, como parte da agenda comemorativa do Dia Mundial Sem Tabaco.

A programação incluiu ações de educação em saúde em Unidades de Saúde da Família (USFs) da rede básica e escolas da rede municipal de ensino da capital, por meio do Programa Saúde na Escola (PSE). As equipes de saúde da secretaria também conduziram ações em fábricas para divulgação do programa de tratamento de fumantes da Semsa entre os trabalhadores.

Menor percentual de fumantes

Os fumantes constituem 9,3% da população acima de 18 anos das 26 capitais brasileiras e Distrito Federal (DF), conforme estimativa da pesquisa Vigitel 2023, do Ministério da Saúde. Manaus figura no estudo com um percentual de 4,8% de fumantes entre a população adulta, menor índice dentre todas as capitais e o DF, abaixo de São Paulo, com 10,3% e Porto Alegre (13,8%), está com percentual mais alto.

A cada ano, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), ocorrem mais de 8 milhões de mortes como consequência do fumo, razão pela qual esse hábito é tido como um dos principais problemas de saúde coletiva no mundo.

O consumo do tabaco e seus derivados é líder global entre as causas de mortes evitáveis, estando ligado a diversos problemas de saúde, incluindo doenças respiratórias obstrutivas e diversos tipos de câncer, conforme a OMS.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.