Portal Realidade

Programa Visão da Política, da TV Assembleia, aborda a competitividade industrial goiana com representante da Adial em Goiás

A próxima edição do Programa Visão da Política da TV Assembleia Legislativa discute o atual cenário da indústria goiana com o presidente executivo da Associação Pró-Desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás (Adial), Edwal Freitas Portilho. Conhecido por “Tchequinho”, o executivo abordou os desafios, expectativas e oportunidades para o desenvolvimento industrial de Goiás em entrevista com a jornalista Monalisa Carneiro.

Em pauta, o novo posicionamento da indústria perante a economia goiana, tanto em relação à atual representação junto a outros setores, quanto ao potencial de investimentos públicos e privados. Edwal comentou a relevância das agroindústrias em Goiás, e enfatizou a importância dos investimentos em inovação tecnológica como fonte sustentável para o desenvolvimento industrial.

O executivo discutiu, ainda, a importância da construção política para o setor, ressaltando as políticas públicas recém-aprovadas pela Assembleia Legislativa. A nova política de biocombustíveis, Lei 22.666, aprovada neste ano; e os recursos para a infraestrutura viária estadual, advindos do Fundo Estadual de Infraestrutura (Fundeinfra), criado pela Lei nº 21.670/22, foram alguns dos destaques mencionados.

Edwal comentou, também, o impacto da reforma tributária, recém aprovada no Congresso Nacional mas ainda não vigente, para a indústria em Goiás. Para o executivo da Adial, estão em jogo fatores de competitividade industrial, e as parcerias público-privadas representam, na visão do entrevistado, um diferencial estratégico. Ele discutiu as ações para reduzir perdas e identificar gargalos diante da nova configuração tributária para o segmento que emprega, hoje, 400 mil funcionários diretos, em uma cadeia de mais de 1,5 milhões de trabalhadores envolvidos.

A questão climática foi outro tópico da entrevista, um desafio que, na visão de Tchequinho, traz oportunidades para o estado. Ele vê potencialidades para Goiás, por exemplo, devido às características geográficas que permitem a estocagem de água durante o período chuvoso, com vistas a ampliar os trabalhos nas lavouras goianas. Para o executivo, a questão demanda investimentos públicos com vistas a garantir a segurança alimentar da população frente a crises. Edwal cita como exemplo a dependência das importações da Ucrânia, hoje em guerra, e a crise na produção do arroz no Rio Grande do Sul, afetado pelas enchentes.

A entrevista na íntegra vai ao ar após a sessão plenária do Legislativo goiano desta terça-feira, 4, na TV Assembleia Legislativa (canais 3.2 da TV aberta, 8 da NET Claro e 7 da Gigabyte Telecom, site oficial do Parlamento estadual e canal do Youtube).

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.