Portal Realidade

Relatividade Geral de Einstein possui inconsistência descoberta por pesquisadores

Desde quando foi lançada, os cientistas têm usado a Teoria da Relatividade Geral de Einstein para explicar a gravidade no Universo. No entanto, agora um grupo de pesquisadores apontou que existem algumas inconsistências na teoria.

O estudo foi conduzido por pesquisadores da Universidade de Waterloo e da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, e publicado recentemente no Journal of Cosmology and Astroarticle Physics. No artigo foi apontado que a teoria não consegue explicar a gravidade na escala cósmica de aglomerados de galáxias.

Inconsistências da Teoria da Relatividade Geral em resumo

  • Os pesquisadores perceberam que em escala cósmica, a gravidade parece funcionar diferente do previsto;
  • As galáxias há bilhões de anos-luz de distância parecem se mover em velocidades próximas à da luz, diferente do que sugere a teoria;
  • As descobertas mudam algumas coisas nos cálculos de Einstein, mas é preciso mais investigações para termos um modelo conclusivo

A Teoria da Relatividade Geral explica a gravidade no Universo, mas não tudo

A Teoria da Relatividade Geral demonstra como a gravidade funciona em boa parte do Universo. Na verdade, o modelo sugere que ela impacta não só as três dimensões físicas como também o tempo, além de ser útil para teorizar o Big Bang e a “fotografar” buracos negros.

No entanto, o próprio Einstein sabia que sua teoria não poderia explicar completamente a gravidade do Universo. Agora, a equipe por trás do novo estudo apontou que quando tentamos compreender essa força em escala cósmica, a dos aglomerados de galáxias, ela deixa de corresponder a teoria, como se a gravidade se tornasse 1% mais fraca quando a analisamos em distâncias longas, há bilhões de anos-luz. 

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.