Portal Realidade

‘Roliúde Nordestina’: a pequena cidade da Paraíba que virou queridinha do cinema nacional

O Globo Repórter desta sexta-feira (7) conheceu a “Roliúde Nordestina”. Equipes de tv e cinema são comuns na pequena Cabaceiras, que se tornou uma cidade cenográfica.

Nos últimos 20 anos, foram feitas 50 produções por ali. Depois de casa filmagens, as casinhas são pintadas de novos. Os moradores não precisam gastar nem um centavo e até gostam do movimento.

Com uma população de pouco mais de 5 mil habitantes, praticamente, todo mundo em Cabaceiras já participou de alguma produção cinematográfica. José Carlos da Silva, de 81 anos, é um morador local e fez o “Auto da Compadecida”, que foi um marco na história da cidade. Ele era o responsável pelos animais em cena.

“Tratar do gado, dos animais e da criação para quando fosse 8 horas da manhã, estar tudo prontinho no ponto da filmagem”, conta o agricultor.

O filme e a minissérie, baseados na obra de Ariano Suassuna, deram início a uma série de produções na cidade. Não há lugar em Cabeceiras que não tenha brilhado nas telas.

Durante a semana, Manoel Batista de Lima é marceneiro, mas, nos fins de semana, ele assume outra profissão. Foi figurante no Auto da Compadecida e nunca mais deixou o posto.

“Nós entramos todos atirando, saindo pela rua, atirando contra a polícia, né? Chegando aqui, aquele corre-corre, como vocês já viram. E eu estou no meio daquele tiroteio também”, relembra Manoel.

Aos 78 anos, ele conta que o trabalho como figurante na vida real dá tanto retorno quanto a marcenaria. “Bacana demais”, ressaltou o marceneiro.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.